LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Pesquisar este blog

27 de agosto de 2011

Série tecidos para bolsas - tafetá / cetim / veludo


Continuando a série sobre tecidos para bolsas, vou falar hoje sobre tecidos especiais, como cetim, tafetá e veludo.
No 2º post da Série, falei sobre a forma de construção dos tecidos e sua composição, já incluídos os ligamentos tipo tafetá e cetim.
Hoje vou falar só dos tecidos propriamente ditos.

Cetim: 
Tecido de aspecto brilhante, absolutamente liso, obtido a partir de flutuações dos fios de urdume. O Cetim pode ser de qualquer matéria-prima, com densidade elevada de fios no urdume. O toque é em geral fluido e macio, e o aspecto brilhante. Todos os cetins podem ser brilhantes, semi-opacos ou opacos, conforme a matéria (acetato, viscose, poliéster, etc.), a torção ou o tratamento do acabamento (como na seda). 
Alguns tipos mais comuns:
Cetim Boucol: semelhante ao cetim duchese porém mais pesado, muito utilizado pela alta costura e para vestidos de noivas. 
Cetim Changeant: Cetim com duas cores na trama, desenho "Gros de Tours". O importante é que cada trama se coloque na posição certa e sempre a mesma. Assim, conforme a posição da pessoa olhando o tecido, ele aparece com uma cor diferente. 
Cetim Charmeuse: cetim leve com bom caimento, brilho intenso e uma trama suplementar no avesso, urdume em grége, acetato, viscose ou poliéster, e com 2 tramas, uma delas em crepe e que aparece somente no avesso. 
Cetim Duchese: cetim mais pesado que o Charmeuse, também com brilho mais intenso e um excelente caimento, geralmente em seda, acetato oupoliéster , com fio tinto, torção "Organsin". Cetim de qualidade, destinado à Alta Costura, muito utilizado em vestidos de noivas. 
Cetim Peau D'Ange ou Cetim Vison: cetim mais encorpado que o cetim comum, com bom caimento e brilho discreto, muito utilizado para becas, decoração (toalhas de mesa , cortinas, etc.). Na tradução do francês Peau D'Ange quer dizer pele de anjo. 
Cetim Zebeline: cetim pesado com um brilho acetinado, avesso em crepe, bem encorpado, sendo perfeito para os modelos evasê. 


Meus modelos em cetim:
Postagem original.

Postagem original - com esquema.

Postagem original - com molde da bolsa.






Tafetá:
Tecidos lustrosos e armados, de seda ou poliéster, de trama finíssima, superfície lisa, textura regular e leve nervura no sentido da trama, utilizados principalmente para forro. É um dos mais antigos tecidos conhecidos pelo homem sendo feito originalmente em seda. Na língua persa, a palavra entrelaçar ou tecer, se dizia "Taften" e depois "Taftah". Esta terra, juntamente com a China, é considerada um dos berços da seda e dos tecidos. Depois este nome se transformou em cada época e em cada língua. 

Meus modelos em tafetá:

Postagem original.

Postagem original.



Veludo:
 Veludo: É um tecido muito antigo, criado na Índia. Depois apareceu na Europa, após ter sido importado durante muito tempo. Nos séculos XIV e XV foi fabricado exclusivamente na Itália, onde se tornou famoso nas  cidades de Veneza, Florença, Gênova, Milão.
O veludo é um tecido que apresenta no lado direito um aspecto peludo, macio e brilhante; estes pêlos são curtos, densos, de pé, e fazem parte da estrutura do tecido.
Existem 6 tipos principais de veludo, conforme o processo de fabricação do tecido:

Veludo Simples Peça: Produzido em teares especiais onde o ferro entra na cala para formar um efeito de "bouclê", com os fios de urdume. Na retirada do ferro, estes fios são cortados ou não, conforme o tipo de veludo desejado. é produzido de três formas:
Veludo Frisado: O ferro não tem faca e por esse motivo não corta o bouclê, que dessa forma é oco, macio e muito bonito.
Veludo Coupé (cortado): O ferro possui na extremidade uma pequena faca (como uma lâmina de barbear), a qual corta todo o bouclê, antes da retirada do ferro. Isso produz o pêlo do veludo. Vários tipos e tamanhos de ferros são utilizados para variar e enriquecer os mais diversos tipo de veludos.
Veludo Ciselé: Ele reúne os 2 tipos de pêlos ou seja: o bouclê e o coupé e assim, por exemplo, em jacquard, pode se harmonizar vários efeitos de pêlos bouclê e cortados de diversos aspectos e tamanhos. O jacquard tem dessa forma um alto-relevo e uma vida muito rica e delicada.

Veludo Dupla Peça: Também produzido com teares especiais, é considerado atualmente como sendo o veludo tradicional. Ele é principalmente utilizado para vestidos, estofamentos, etc. A característica principal deste tear é produzir 2 tecidos ao mesmo tempo.Por esse motivo ele possui 3 rolos de urdume ou seja: 2 de fundo (um para cada tecido) e o terceiro urdume, comum para os dois primeiros, vai e vem entre eles, para formar o fio de pêlo. Estes fios são cortados no tear para formar os pêlos do veludo. O tear pode trabalhar com uma lançadeira, ou melhor, com duas superpostas (uma para cada tecido).

Tipos de veludo:
Veludo de Trama (Velours Trame / Velours D'Amiens): Veludo feito em teares convencionais. Em primeiro lugar é feito um tecido normal, com desenho tipo reps, a base de flutuação de trama. Estas flutuações de trama são cortadas no acabamento, com uma máquina especial e, assim, se formam os pêlos do tecido. Eles podem ter um aspecto liso ("peau de taupe") ou cotelê.("corduroy").
Pelúcia : Veludo comum, tipo dupla peça, mas com pelos muito compridos e destinados a imitar os pelos de vários animais (Existem 2 tipos: pelos em pé e pelos deitados).


Falsos Veludos: Existem basicamente 2 (dois) tipos de falsos veludos:
Veludo Flocado: Falso veludo que atualmente podemos considerar como veludo, pelo aspecto obtido. Utiliza-se um tecido qualquer, de preferência algodão ou similar, em tafetá, o qual é introduzido em uma máquina que cola sobre o tecido uma camada de pêlos (Viscose, Acetato, Poliamida, Poliéster, etc.) O processo utilizado é eletrostático. A cola passada no tecido pode ser uniforme ou do tipo estampada, o que permite vários efeitos. Após, o tecido é polimerizado para firmar o pêlo sobre o tecido. Este é usado principalmente para estofamento, revestimento, decoração (pouco usado para vestidos, devido não ser poroso e um pouco rígido).
Gratté: Falso veludo feito a partir de tecido de malharia, o qual recebe um tratamento tipo flanelagem. O tecido é em geral de fio contínuo e recebe um acabamento com uma máquina cujos cilindros, guarnecidos de agulhas finas, arrancam os filamentos dos fios da superfície do tecido. Eventualmente ele pode receber uma passagem de navalhadeira para igualar os pêlos.


Meus modelos em veludo:


Postagem original e molde da bolsa.
Postagem original - com molde da bolsa.
Postagem original.


Outros tecidos especiais (para bolsas):
Linho:

Postagem original.

Fustão
Postagem original.

Moletom
Postagem original.

Twide
Postagem original.


Fontes:
http://www.casapinto.com.br/glossario.asp

Fui útil?
Deixe um comentário.
Gostou?
Colabora com o blog e aperta o botão +1 aí embaixo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por colaborar com o Blog.
Respondo seu comentário assim que possível.
Beijo.

Pin It button on image hover